Pumas vence Uruguai e conquista a Copa Entre Amigos 2017!

Simplesmente memorável! Esta é uma das diversas frases que podemos descrever sobre o que foi a final do último sábado (26), no qual o Pumas sagrou-se bicampeão da Copa Entre Amigos. Atletas, torcida, familiares, crianças, comissão organizadora e até o Maranhão (sim, ele veio!), presenciaram um verdadeiro espetáculo na quadra 1 do Stadium of Cancun, com todos os requintes que uma grandiosa final deve ter.

Além disso, o público pode degustar o que seria aquela manhã épica, onde, na disputa pela terceira colocação, Os Pé Torto e Campeiros do Rodo Azul trouxeram um excelente confronto, vencido pelos verdes com preto. Para coroar, nossos convidados puderam festejar o encerramento da competição no Castelo Trevisan, com muitas homenagens, premiações, comida, diversão, e por incrível que pareça, cerveja do Badaz Bier. Enfim, um sábado para entrar na história desta edição do CEA!

 

Os Pé Torto 5 x 4 Campeiros do Rodo Azul

São Pedro recebeu duras críticas por conta do clima/tempo das semifinais (chuva + frio) e resolveu compensar os atletas do CEA trazendo um dia lindo e ensolarado. Assim, ninguém teve desculpas para faltar, e todos os caminhos levavam para um só destino… Cancun! O público se abancava nas instalações do estádio, quando Os Pé Torto e Campeiros do Rodo Azul se adentravam na quadra de madeira em busca do único objetivo: a terceira posição.

O duelo de melhor ataque v.s. melhor defesa tinha suas peculiaridades. De um lado, Allisson, artilheiro da porra toda, do outro, a lenda viva, Chapecó. No início do duelo, quem pensou que o time do Negão do membro avantajado iria só se defender teve uma surpresa, pois com cinco minutos os azuis já venciam por 2 a 0, gols de Salbego e Roni. Os Pé Torto deram a reposta com ele, (uhhhlll) Allisson que diminuiu o marcador. A partida era equilibrada, no qual nenhumas das equipes queriam dar espaço. Os Campeiros tentaram levar a vantagem antes do intervalo, mas esqueceram de combinar com o artilheiro da competição. O gordinho mais querido do CEA empatou o duelo em 2 a 2, na sua especialidade, onde nem a lenda Chapecó conseguiu intervir.

Na segunda etapa, assim como ocorreu nos minutos iniciais, os Campeiros vieram com uma postura mais ofensiva e novamente surgiu efeito, onde Salbego e Badaz marcaram, abrindo dois tentos de vantagem ao Negão da Picona. Porém, a vantagem nem foi comemorada, pois, um minuto após, William Eckel diminuiu o marcador, dando ainda mais emoção ao duelo. É em jogos assim que o craque surge e decide, e neste não foi diferente. Se as coisas estão complicadas, toca no Allisson que é gol! E assim foi feito. Em dois minutos, o artilheiro máximo da Copa (66 gols) precisou de duas bolas para cravar Chapecó e virar o confronto em 5 a 4, faltando 10 minutos para o término. Os azuis não desistiram e até os últimos minutos, tiveram a chance do empate nos pés de Badaz, mas… O nosso 10 das cervejas lendárias jogou a oportunidade pra fora, decretando a vitória dos 5 a 4 e a 3ª colocação para a equipe dos Pé Torto.

 

Pumas 5 x 4 Uruguai

Estádio lotado, público ansioso, câmeras apostas e jogadores com nervos a flor da pele.  Artifícios de uma final que prometia muito. Com transmissão via Facebook (aliás, um abraço ao Jeff que mesmo na Estônia, não tirou os olhos da final) o início de confronto foi de muito estudo e poucas investidas ao ataque. Mas, com o passar do tempo, o Uruguai mostrou seu poder de movimentação e entrosamento, tendo as melhores oportunidades e sufocando os Felinos no seu campo de defesa. Entretanto, foi o time Celeste quem provou do seu próprio veneno, onde, na primeira vez em que o Pumas marcou no campo de defesa uruguaia, marcou o gol. Após erro de passe, a bola sobrou para Mano que encheu o pé e abriu a contagem do jogo. O tento não abalou a equipe do Uruguai que seguiu no seu ritmo e foi premiado com três gols relâmpagos. Num intervalo de 50 segundos, o time Celeste anotou 3 a 1, com Igor (Deus da beleza), Thammy Vini e Sandro. Piscou? Gol do Uruguai. Olhou para o lado? Gol do Uruguai. Espirrou? Gol do Uruguai. Três gols, sendo dois em erros de passes do Pumas que obrigou o time felino a solicitar o pedido de tempo. Bendita hora, pois no retorno, a equipe ficou um pouco tranquila, mas ao mesmo tempo, precisou sair mais o ataque. Prato cheio para o Uruguai que criava chances, mas parava, hora na trave, hora em Robson, o moço da barba bem feita. O duelo chegava ao seu intervalo, quando Digol fez o Pumas rugir novamente ao duelo: em belíssima jogada individual (giro + chute), o “A” da equipe parou na primeira em Alexander batidinha, mas pegou a sobra e diminuiu a vantagem Celeste, trazendo o Pumas novamente ao jogo, com resultado em 3 a 2.

Nos 25 minutos decisivos, o time Felino mostrou suas armas, que o caracterizou como uma das forças deste torneio: a raça. Numa das investidas dos beges, jogadores da equipe reclamaram de falta no lance, menos Cássio que, mesmo caído, não desistiu do lance e chutou no cantinho, igualando a partida em 3 a 3. O duelo seguiu nervoso e como em toda final, teve briga sim! Rodrigo e Igor se desentenderam e ganharam de brinde um cartão amarelo. Vontade não faltava às equipes, mas o cansaço já dava sinais no desempenho dos atletas. Melhor para os jogadores que fazem a diferença onde puderam mostrar porque são considerados “A” de seus times. Primeiro foi Digol que, em bela jogada, tocou para Cássio, o felino teve tempo de dominar, olhar para o goleiro e marcar, virando o jogo. Mas Vinicius, o craque do Celeste, em chute improvável igualou o confronto, faltando 10 minutos para o término da partida. O Uruguai ainda teve uma chance de ouro com Cris Mazur, que sem goleiro, errou a finalização, jogando a oportunidade pra fora, para lamentação do público presente. Restando pouco menos de cinco minutos, a atmosfera de nervosismo e apreensão eram visto nos rostos de cada jogador, expectador, árbitro e até das meninas do vôlei da quadra 2, que pararam momentaneamente para ver estes instantes finais de partida. Parecia que o campeão seria decidido nos pênaltis, porém faltando 3 minutos, Digol num belo toque de calcanhar procurou Mano (umas das grandes surpresas desta edição) que mesmo sem ângulo, conseguiu achar um espaço milimétrico entre a trave e o goleiro, marcando o gol do Pumas, para euforia do público presente no Cancun. Ao Uruguai, que no momento estava incrédulo pelo gol tomado, restou ir ao ataque sem alternativas, e os instantes finais foram emocionantes. Faltando 10 segundos, Sandro teve a chance igualar num belo chute colocado, mas a bola caprichosamente não entrou. Sem tempo de mais nada, Satti apitou o final do belíssimo duelo, com placar de 5 a 4 e o título ao Pumas! Festa na quadra para a equipe Felina que se consagra Bicampeã da Copa CEA 2017!

 

Confraternização encerra com ‘chave de ouro’ a edição da Copa Entre Amigos

Após a intensa e eletrizante partida, atletas e seus familiares foram até o Castelo Trevisan para comemorarem ‘entre amigos’ mais uma edição do campeonato. O anfitrião Trevisan recebeu seus convidados como manda o figurino: comodidade, comida, cerveja e diversão. Os presentes puderam degustar dos diversos sabores de espetinhos , a deliciosa maionese, bem como a Paella e o Salmão assado no bafo. As crianças tiveram como entretenimento os brinquedos infláveis, onde até eu tive a oportunidade de entrar, mas fui barrado logo em seguida por conta da idade, além da entrega de pipoca. As mulheres tiveram na maça do amor, o sentimento do CEA de “venham quando quiser, pois a casa também é sua”. Entre conversas, risadas e boa comida, tivemos a tradicional entrega dos troféus e medalhas aos campeões, aos destaques da competição e homenagens aos atletas e comissão organizadora (fotos no facebook da Copa CEA).

O momento ápice veio após as homenagens e o grito de campeão com troféu recebido pelo Pumas. Badaz, manager e patrocinador master do campeonato mostrou ao mundo que sua cerveja realmente existe, entregando para cada atleta, participante do CEA uma amostra grátis, EU DISSE GRÁTIS, de sua cerveja artesanal,  no qual tinha descrito frases sobre  a equipe. Momento único, que ficará marcado por muito tempo nas conversas e roda de amigos. No fim, crianças e marmanjos, puderam pular da piscina do local, finalizando mais uma edição da Copa Entre Amigos.

Comentários

Comentários

Chegamos a final! Vamos celebrar a CEA

Sim, meus caros amigos, após 15 sábados, chegamos a final da CEA 2017. 15 anos de uma competição que une amigos, colegas, atletas, futebol e a boa e velha cerveja. Estamos a 80 minutos do encerramento deste certame e da uma olhada no que nos espera neste sábado de manhã.

Vamos falar um pouco sobre o principal jogo, entre Pumas e Uruguai, que definirá o bicampeão da Copa Entre Amigos. A partida tem início às 10h, na quadra 1 da Cancum.

Continue reading “Chegamos a final! Vamos celebrar a CEA”

Comentários

Comentários

Uruguai e Pumas farão a final da CEA 2017!

Na nossa querida manhã de todos os sábados, mais um capítulo foi escrito nas quadras do Cancun: Uruguai e Pumas farão a grande final da Copa Entre Amigos 2017. Um duelo que promete muita qualidade, já que se trata de grandes times e que vem apresentando um excelente futebol, com jogadores conhecidos e novatos no campeonato.

Mas para chegarem até a final, os times tiveram que passar pelos seus confrontos de semifinais, e olha, os duelos não foram nada fáceis. Apesar do pequeno público presente no Stadiun Of Cancun, devido à baixa temperatura e a chuva que caia sobre Curitiba, a torcida presente gostou dos duelos, projetando uma excelente final a ser disputada. O destaque ficou por conta da comissão do campeonato que decidiu inovar e trazer a emoção para o seu canal de comunicação, transmitindo as partidas ao vivo via Facebook (boa Pedalinho!). Para quem não viu, dá uma olhadinha lá 😉

A quem vos escreve, segue o relato dos duelos que agitaram a fria manhã de sábado.

Continue reading “Uruguai e Pumas farão a final da CEA 2017!”

Comentários

Comentários

Duelos eletrizantes marcam as quartas de final do CEA

De tirar o folego! Esta talvez seja uma das muitas definições que vinham na cabeça após presenciar as partidas das quartas de final da Copa Entre Amigos 2017. Quem achou que a superioridade dos times com melhor campanha fosse prevalecer, se enganou. Melhor para a torcida presente no Cancun Stadium que pode ver duelos emocionantes, um após o outro. Para você que não viu, vamos tentar descrevê-los para lhe dar o gostinho do que foi aquela manhã de sábado (12).

Continue reading “Duelos eletrizantes marcam as quartas de final do CEA”

Comentários

Comentários